Spotify anuncia venda de ações na Bolsa de Nova York


A operação deve levantar cerca de US$ 1 bilhão, segundo dados da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos Serviço de streaming de música Spotify.
Divulgação/Spotify
A Spotify anunciou que passará a ter ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York sob o nome de SPOT. A operação deve levantar cerca de US$ 1 bilhão, segundo dados da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.
A oferta inicial de ações (IPO) da Spotify não será subscrita, o que significa que não existe um preço estabelecido. Ele será informado na abertura da Bolsa de Valores de Nova York.
Embora o número de assinantes pagos cresça 46% ao ano, a companhia registrou uma perda de US $ 1,5 bilhão em 2017. A receita foi de US$ 2,37 bilhões em 2015, US$ 3,6 bilhões em 2016 e US$ 4,99 bilhões em 2017.
A Spotify é líder mundial em serviços de música em streaming, concorrendo com gingantes como Apple e Amazon. Hoje são 71 milhões de assinantes pagantes e mais de 159 milhões de ouvintes ativos mensais. O serviço está disponível em 61 países.

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/economia/noticia/spotify-anuncia-venda-de-acoes-na-bolsa-de-nova-york.ghtml
via Ebookspot.info-WP

Dentre seis países candidatos, Brasil é o mais próximo de ingressar na OCDE, diz secretário-geral

Angel Gurría conversou nesta quarta com Temer e Henrique Meirelles. Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico reúne 35 países e é conhecida como ‘clube dos ricos’. O secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, Angel Gurría, declarou nesta quarta-feira (28), em Brasília, que, entre os seis países que pleiteiam adesão à organização, o Brasil é o que está mais próximo de alcançar o objetivo.
O governo brasileiro formalizou seu pedido de adesão no ano passado. A organização, que congrega 35 países e é conhecida como “clube dos ricos”, atua como um grupo de cooperação e discussão de políticas públicas e econômicas, que devem guiar os países que dela fazem parte. Além do Brasil, também estão em análise os pedidos de adesão de Argentina, Bulgária, Croácia, Romênia e Peru.
“O Brasil, dos seis, é o país melhor posicionado para avançar mais rápido nessas análises [para adesão à OCDE]”, declarou Gurriá em entrevista após abertura de seminário realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ele veio ao Brasil para o lançamento do “Relatório Econômico OCDE Brasil” e para conversas com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o presidente Michel Temer sobre o ingresso do Brasil na OCDE.
Angel Gurriá lembrou, no entanto, que os processos de análise para ingresso na OCDE demoram, em média, de três a quatro anos.
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reconheceu que o processo “demanda um certo tempo” e negou que haja demora. “[O processo] está indo muito bem, de forma esperada. (…) É um processo normal, que demanda certo tempo e está dentro da nossa expectativa”, declarou.
Meirelles afirmou ainda que o Brasil já participa de comitês e fóruns da OCDE, além de já seguir algumas normas da organização. E que a oficialização como membro é importante para que o país passe a participar de decisões futuras no cenário internacional.
“Na medida em que o Brasil está se modernizando, está adotando e implantando reformas que estão de acordo com as melhores práticas internacionais, é muito importante que nós tenhamos (…) oportunidade também de influenciar as normas internacionais, participando das discussões”, afirmou o ministro.
Com isso, para ele, o Brasil deixa de ser “meramente alguém que no comércio internacional tem que lidar com as normas, mas que também, no âmbito da OCDE, possamos interagir e participar da evolução e discussões das próprias normas da OCDE”.

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/economia/noticia/dentre-seis-paises-candidatos-brasil-e-o-mais-proximo-de-ingressar-na-ocde-diz-secretario-geral.ghtml
via Ebookspot.info-WP

Facebook amplia presença no mercado de trabalho para concorrer com LinkedIn


A expansão marca o lançamento internacional da ferramenta um ano após ter sido lançada nos Estados Unidos e no Canadá; serviço deve chegar ao Brasil. O Facebook anunciou nesta quarta-feira (28) a expansão da seção de empregos em sua rede social, enquanto procura competir num mercado dominado pelo LinkedIn da Microsoft. A expansão marca o lançamento internacional da ferramenta um ano após ter sido lançada nos Estados Unidos e no Canadá.
A ferramenta estará agora disponível para usuários em 40 países, informou o Facebook em comunicado. No Brasil, segundo a assessoria de imprensa da empresa no país, ela deve ser disponibilizada para os usuários “nas próximas semanas”.
A empresa também planeja investir cerca de US$ 1 bilhão em equipes, tecnologia e novos programas em 2018.
Homem usa aplicativo do Facebook no celular.
Dado Ruvic/Reuters

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/facebook-anuncia-ampliacao-de-presenca-no-mercado-de-trabalho-para-concorrer-com-linkedin.ghtml
via Ebookspot.info-WP

Google lança ferramenta de bate-papo Hangouts Chat para locais de trabalho

Serviço compete com outros fabricantes de software de negócios, incluindo Microsoft e Slack Technologies. O Google lançou uma atualização para a sua ferramenta de bate-papo Hangouts nesta quarta-feira (28), com o objetivo de torná-lo mais adequado a locais de trabalho para que a unidade Alphabet possa competir com fabricantes de software de negócios, incluindo Microsoft e Slack Technologies.
Hangouts Chats oferece um sistema de troca de mensagens instantâneas em dispositivos entre colegas de trabalho, incluindo conversas em grupo. Ele também permite aos usuários integrar ferramentas para acessar dados de outros softwares corporativos em uma janela de bate-papo.
O Google anunciou o serviço em março do ano passado, mas disse à Reuters que estaria disponível para todos os clientes pela primeira vez nesta quarta-feira.
O Hangouts Chat está localizado no G Suite do Google, um pacote na área de trabalho do software que inclui ferramentas de processamento de texto e emails, pelo qual mais de 4 milhões de empresas do mundo todo pagam até US$ 25 por usuário por mês.
O Hangouts foi lançado como um serviço gratuito em 2013. Mas o Google começou a ajustá-lo para o setor empresarial quando expandiu seus esforços de vendas para empresas e procurou levar aos clientes muitas das mesmas características que possui internamente.
“Vejo isso como o segundo encantamento do Hangouts”, disse Scott Johnston, diretor de gerenciamento de produtos do Google, em uma entrevista. “Queremos avançar para ajudar as pessoas a agirem mais rápido no trabalho.”
Concorrentes
Mas as empresas têm outras opções. O aplicativo de bate-papo Slack tem assinaturas pagas de 50 mil equipes, na medida em que os trabalhadores adotam alternativas mais robustasao email para enviar comunicações de longa distância. O Teams da Microsoft oferece funcionalidades similares no seu pacote Office 365, que tem muito mais clientes do que o G Suite do Google.
A Microsoft detinha cerca de 37%e a Slack cerca de 5% do mercado global de software de colaboração de quase US$ 2 bilhões em 2016, de acordo com a empresa de pesquisa IDC.
O Google está mantendo uma versão gratuita do Hangouts como faz para Gmail e Docs.
A versão paga do Hangouts suporta conversas em grupo com até 8 mil participantes. As mensagens são por padrão salvas indefinidamento, embora alguns controles sejam disponíveis.

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/google-lanca-ferramenta-de-bate-papo-hangouts-chat-para-locais-de-trabalho.ghtml
via Ebookspot.info-WP

Twitter anuncia função para usuários armazenarem postagens de forma privada

Usuário poderá salvar tweets em uma lista só sua e acessá-los quando quiser. O Twitter anunciou nesta quarta-feira (28) uma nova função na plataforma, que permitirá aos usuários da rede social guardarem postagens para consultá-las posteriormente.
“Agora você já pode salvar Tweets em uma lista só sua e acessá-los quando quiser. Basta clicar no novo ícone de compartilhar. Ficou mais fácil ver o que te interessa mesmo quando o tempo não permite”, diz texto publicado no perfil oficial do Twitter para o Brasil.
A mensagem é acompanhada de um vídeo, que explica o processo de armazenamento, que ainda não está disponível para todos os inscritos.
Initial plugin text
Os tweets guardados pelos, segundo apontou o Twitter, serão feitos de forma privada, ou seja, só podendo ser visto pelo próprio usuário da conta.
Anteriormente, se utilizava a função “favorito” para arquivar e conservar postagens, mas, esse sistema fazia com que todos os demais inscritos pudessem ver o que era marcado.
Além disso, levava a crer que o usuário gostava daquele tweet, mesmo quando só pretendia armazená-lo para consulta futura.
A última novidade do Twitter, em novembro do ano passado, havia sido a expansão das mensagens de 140 para 280 caracteres.

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/twitter-anuncia-funcao-para-usuarios-armazenarem-postagens-de-forma-privada.ghtml
via Ebookspot.info-WP

Santander afirma que pane elétrica deixou sistema fora do ar


Serviços como internet banking e aplicativos tiveram registro de oscilação em várias regiões do país; operações com cartões e terminais também ficaram fora do ar nesta quarta-feira (28). Agência do banco Santander
Divulgação
Clientes do Santander reclamam de instabilidade nos sistemas do banco nesta quarta-feira (28). O problema foi notado por quem tentava usar o aplicativo, pagar compras com cartão e também em caixas eletrônicos.
Initial plugin text
Em nota, o Santander esclarece que “devido a uma oscilação elétrica, alguns serviços do Banco ficaram indisponíveis. A instituição ressalta que estas operações estão sendo normalizadas”.
Initial plugin text
O volume de reclamações pelo Twitter foi tão grande que, no meio da tarde, o nome do banco estava no 3º lugar entre os assuntos mais comentados na rede social.
Initial plugin text

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/economia/noticia/santander-afirma-que-pane-eletrica-deixou-sistema-fora-do-ar.ghtml
via Ebookspot.info-WP

CEO da Embraer descarta impacto na negociação com a Boeing após troca de ministro


Presidente da companhia reconhece que Jungmann, que deixou o ministério da Defesa para assumir o da Segurança Nacional, era uma liderança na negociação para fusão, mas acredita que novo ministro possa assumir o papel. CEO da Embraer descarta impacto na negociação com a Boeing após troca de ministro
Camilla Motta/G1
O CEO presidente da Embraer, Paulo César Souza e Silva, não acredita que a troca de comando no Ministério da Defesa traga impacto às negociações para uma possível fusão entre a fabricante brasileira de aeronaves e a americana Boeing. As empresas mantém desde dezembro tratativas para uma parceria que criaria uma gigante mundial do setor aeronático.
Com a saída de Raul Jungmann do Ministério da Defesa, na última segunda (26), para assumir o Ministério da Segurança Nacional, foi apontada a possibilidade de atraso nas tratativas entre as companhias.
Jungmann era uma das lideranças na negociação de um acordo com Boeing – a fusão precisa ser autorizada pelo governo federal, que manifestou inicialmente ser contrário à parceria. O governo defende que muitas inovações aplicadas à aviação comercial são fruto de pesquisa da área de defesa, o que, em caso de acordo com a americana, a parceria poderia esbarrar na ‘soberania nacional’.
“Não afeta não [a troca de ministro]. O grupo técnico e o governo estão bem focados em achar uma solução, em analisar a parceria, e acho que a gente não vai perder em nada com a saída do ministro, que estava realmente liderando, mas isso não quer dizer que o novo ministro não possa liderar da mesma forma”, disse o CEO em declaração nesta quarta (21) durante evento de certificação do jato comercial E190-E2 pela Anac.
O ministério da Defesa foi ocupado pelo general Joaquim Silva e Luna. “Precisamos olhar essa operação e negociação com o foco que isso vai ajudar o Brasil, a empresa, com novos empregos, novas exportações. A gente precisa olhar dessa forma, o Brasil precisa de uma empresa maior e mais forte, mais ainda global”, disse Souza e Silva.
O presidente da Embraer e o novo ministro da Defesa ainda não estiveram juntos desde o anúncio da troca de comando na pasta.
Evento na Embraer contou com a presença do CEO presidente Paulo César de Souza e Silva
Camilla Motta/G1

from Ebookspot-grupo3 https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/ceo-da-embraer-descarta-impacto-na-negociacao-com-a-boeing-apos-troca-de-comando-em-ministerio.ghtml
via Ebookspot.info-WP